EBD | Classe Jovens e Adultos -Lição 04: A construção do templo enfrentou oposição

Fonte: Escola Bíblica Dominical – CPAD
ESBOÇO DA LIÇÃO
I – OS ALICERCES DO TEMPLO SÃO LANÇADOS
II – OS SAMARITANOS OPÕEM-SE À CONSTRUÇÃO DO TEMPLO
III – COMO SE EXPLICA A FALTA DE RESISTÊNCIA DOS JUDEUS
IV – A REAÇÃO DOS SAMARITANOS, QUANDO OS JUDEUS CESSARAM A OBRA
OBJETIVOS GERAL DA LIÇÃO
Mostrar que a nossa confiança em Deus nos faz vencer as resistências do Maligno.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
I. Mostrar
como se deu o lançamento dos alicerces do Templo;
II. Saber que os samaritanos se opuseram à construção do Templo;
III. Explicar a falta de resistência dos judeus;
IV. Discorrer a respeito da reação dos samaritanos quando os judeus cessaram a obra.
A lição desta semana menciona assuntos importantes como “os alicerces do Templo”, “a oposição dos inimigos”, “a falta de resistência dos judeus” e “a reação dos inimigos”.
Transpondo esses assuntos do Antigo Testamento, transcritos nos livros de Esdras e Neemias, para o tempo presente da Igreja de Cristo, podemos aprender alguns aspectos fundamentais de nossa condição como Igreja de Cristo, tanto comunitária como no individualmente.
O que nos motiva como Corpo de Cristo? Qual a nossa tarefa a ser executada? Que missão Deus nos confiou? Quais os desafios que enfrentaremos para cumprir essa tarefa?
O teólogo Byron D. Klaus contribui muito para expandir essa reflexão:
  • A missão da Igreja é realmente uma continuação da missão divina da reconciliação. A missão de Deus sempre foi suscitar um povo para refletir a sua glória (inclusive seu caráter e sua presença). A revelação que Deus faz de si mesmo sempre envolve seus esforços para reconciliar a humanidade consigo mesmo. Jesus é o quadro mais nítido de Deus e de sua missão. Com a sua vida, morte e ressurreição, vemos vitoriosamente completados todos os fatores necessários para se redimir a humanidade e para se restaurar a comunhão com Deus. A declaração dessas boas-novas foi iniciada na proclamação e ministério de Jesus Cristo. O Pentecoste garante-nos que a missão de Cristo permanece intacta. 1
  • Melvin Hodges declarou que a missão da Igreja é facilitada por três aspectos inter-relacionados, sendo que cada um deles é igualmente importante, e que cada um deles é igualmente necessário para a eficácia dos outros dois. Primeiro, a Igreja é chamada a ministrar a Deus através da adoração. Segundo, é chamada a ministrar aos membros da própria Igreja. Os membros da Igreja devem exercer os dons e a koinõnia do Espírito num relacionamento de mútua edificação. Terceiro, a Igreja deve ministrar ao mundo, e proclamar as boas-novas do Evangelho de Jesus Cristo. Esses três aspectos inter-relacionados do ministério sempre devem ser vividos pela igreja local. Todos eles são necessários para a missão eficaz da igreja.
  • Assim, ao aplicar a lição desta semana, é muito positivo mostrar os três aspectos inter-relacionados declarados por Melvin Hodges que, teologicamente, constituem os alicerces do ministério da Igreja de Cristo em relação a Deus, a própria Igreja e ao Mundo:
    • O Ministério da Igreja em relação a Deus: a adoração. A Igreja é chamada a adorar a Deus em espírito e em verdade. Para nós pentecostais, os dons do Espírito Santo nos ajudam incomparavelmente na rotinização tão comum em nossa vida.
    • O Ministério da Igreja à própria Igreja: a comunhão e edificação da Igreja. Há um compromisso em Cristo de uns para com os outros diante de Deus na comunidade que se chama igreja. Um compromisso mútuo de edificação.
    • O Ministério da Igreja ao Mundo: Proclamação do Evangelho. Proclamar Cristo e sua oferta de salvação ao mundo não é uma opção, é uma missão primária.
    Levante essas questões em classe para o assunto da lição faça sentido aos alunos. Mostre que quando há uma consciência dos membros do Corpo de Cristo em relação a Deus, a si mesmo e ao mundo, nossas ações tendem a ser mais eficaz e assertiva.
    Boa aula!
    Marcelo Oliveira de Oliveira
    Redator da Revista Lições Bíblicas Adultos
The following two tabs change content below.

Brunna Farias

Correspondente na sede desde 2013, graduada em pedagogia. Voluntária no Centro de Assistência Social da Assembleia de Deus em Rio Largo - Casadril.