RELIGIÃO | Lista Mundial da Perseguição aponta cristãos perseguidos no mundo

Fonte: CPAD NEWS

O documento mostra os 50 países que mais perseguem cristãos no mundo

A Portas Abertas, organização que trabalha no serviço e apoio aos cristãos perseguidos no mundo, lançou nesta quarta-feira (10) os dados de uma pesquisa única, preparada de forma exclusiva no mundo. Com base em pesquisas de campo, a Portas Abertas publica, a cada ano, uma lista com os 50 países mais hostis ao cristianismo.

Um dos objetivos mais importantes de se monitorar a situação religiosa dos países é para que a Portas Abertas defina onde sua ajuda é mais urgente. A lista relaciona 50 países segundo o grau de perseguição que os habitantes cristãos mais enfrentam. Sua atualização é feita considerando-se os acontecimentos e o ambiente religioso do país ao longo do ano anterior.

Espalhados pelos cinco continentes, os países da Lista são os mais hostis à propagação do cristianismo e onde existem severas leis, normas e tradições contrárias a qualquer outro tipo de religião, que não seja a vigente.

Este ano, a Coreia do Norte e o Afeganistão obtêm o maior resultado na perseguição aos cristãos. Embora completamente diferente em política e estrutura social, a pesquisa para o período de novembro de 2016 a outubro de 2017 mostrou que esses dois países receberam pontuações máximas para pressão sobre os cristãos. Somente o escore de violência fez uma distinção entre o primeiro e o segundo lugar.

Medir a perseguição é mais do que apenas registrar incidentes violentos

De acordo com a Portas Abertas, aproximadamente 215 milhões de cristãos em países com 41 pontos ou mais experimentam “altos” níveis de perseguição por sua fé. Mas a perseguição nem sempre significa assassinatos ou penas longas em prisões. As Maldivas são um bom exemplo. Embora os relatos de incidentes violentos contra cristãos sejam poucos neste suposto paraíso turístico, a pesquisa na vida da igreja mostrou que a pressão está no nível máximo. Não é possível realizar nenhuma reunião na igreja e até os cristãos vindos de outros países preferem não organizar reuniões por medo represálias. Ao ler os perfis de país s, os números na lista de repente assumem uma verdadeira profundidade de significado.

Novo países no Top 50

O Nepal (25ª posição na Lista), onde ocorreu um forte aumento do nacionalismo religioso, com os radicais hindus tornando-se muito mais ativos tanto na pressão sobre os cristãos quanto na perpetração da violência.

Outro país a voltar para a Lista Mundial 2018 é o Azerbaijão (45ª posição), onde o aumento do acesso a informações, como ataques policiais e prisões, entre outros fatores, causou aumento.

A Líbia (7ª no rank) e a Índia (11ª) aumentaram 8 pontos, o que no caso da Índia foi claramente devido à crescente influência do hinduísmo radical. No período de relatório da Lista Mundial da Perseguição 2018, pelo menos 8 cristãos foram mortos por sua fé por militantes hindus, pelo menos 34 igrejas foram destruídas e cerca de 24 mil cristãos sofreram ataques na Índia.

A Lista completa e outros textos podem ser encontrados EM

Lista Mundial da Perseguição 2018

1 – Coreia do Norte

2 – Afeganistão

3 – Somália

4 – Sudão

5 – Paquistão

6 – Eritreia

7 – Líbia

8 – Iraque

9 – Iêmen

10 – Irã

11 – Índia

12 – Arábia Saudita

13 – Maldivas

14 – Nigéria

15 – Síria

16 – Uzbequistão

17 – Egito

18 – Vietnã

19 – Turcomenistão

20 – Laos

21 – Jordânia

22 – Tajiquistão

23 – Malásia

24 – Mianmar

25 – Nepal

26 – Brunei

27 – Catar

28 – Cazaquistão

29 – Etiópia

30 – Tunísia

31 – Turquia

32 – Quênia

33 – Butão

34 – Kuwait

35 – República Centro-Africana

36 – Territórios Palestinos

37 – Mali

38 – Indonésia

39 – México

40 – Emirados Árabes Unidos

41 – Bangladesh

42 – Argélia

43 – China

44 – Sri Lanka

45 – Azerbaijão

46 – Omã

47 – Mauritânia

48 – Bahrein

49 – Colômbia

50 – Djibuti

Saiba mais AQUI

The following two tabs change content below.

Lidiane Santos

Correspondente pela sede desde 2013. Formada em serviço social e especialista em gestão pública municipal. Voluntária do Centro de Assistência Social da Assembleia de Deus em Rio Largo - Casadril.